The show must go on

Curtir Aguarde... descurtir
 
0

Lembram do palhaço Plim-Plim, aquele do menor circo do mundo? Pois então, ele queria participar do quadro Lata-Velha, do Huck. É claro que não deu certo: a Globo fez uma lenga-lenga terrivel, mascarou uns fatos distorsivos, escondeu que estava com um processo pepinoso por um ex-contemplado do programa, coisa e tal.

Aí a Record viu a zona que virou o barraco que o Plim-Plim armou e entrou na jogada. Vai reformar o ônibus, mobiliar e mandar ele de volta para a casa. Tudo no programa Domingo Espetacular. E não é promessa, o ônibus entrou em uma linha de produção fantástica. Já está todo desmontado e em processso de restauração.

O bom de tudo isso é que o projeto todo está em uma cidade satélite aqui de Brasília que é muito broca: São Sebastião. Quem é da região sabe a fama que a cidade tem. O Plim-Plim viu todo o lado social da coisa e, enquanto seu ônibus é aniquilado e reconstruído, ele aproveita e cria oficinas independentes de escola circense em geral.

O Plim-Plim quer que eu vá com toda a produção para Pernambuco, em dezembro, quando a comitiva voltar. Vou ser o fotógrafo oficial mambembe 🙂

Mais sobre o autor

Ralph Spegel

Forte, estatura heróide, pálido de argila, barba inteira, rente, pontiaguda, vestindo corretamente, parecia à primeira vista uma dessas nulidades elegantes, a que a natureza, satisfeita por masculinizar-lhes o aspecto heróico, regateia lugar no espaço. Bastava porém, reparar na flexão das suas sombrancelhas espessas, na expressão imperativa do seu olhar, para descobrir dentro dessa míngua orgânica, um caráter em carne viva.

0 comentários

  1. Meu caro amigo, ficamos (Jú e eu) muito felizes em saber das novidades nessa história, do sonho deste artista que acompanhamos de perto e ouvimos o próprio Plim Plim reportar. Me alegro ainda mais em saber que uma pessoa espirituosa e qualificada irá retratar o acontecimento e a única coisa que peço é que não deixe de publicar as novidades sobre o assunto, pois estaremos de olho.

    Um grande abraço.