Terras Altas 2011 – San Pedro de Atacama

Curtir Aguarde... descurtir
 
0

San Pedro de Atacama é uma cidade única e completa: tem desde o famoso deserto mais seco do mundo, um salar gigante, flamingos, aduana chilena, lagos e lagoas salgadas e doces, vulcões ativos e extintos, gêiseres, fumarolas, neve, calor, frio e observatórios astronômicos europeus.

Tudo a alguns quilômetros em volta.

Sem exagerar, acho que é o maior playground outsider do mundo. Aliás, é cosmopolita também, porque você só encontra gringo e brasileiro naquela cidade. O que é muito bom, afinal as amizades mais estranhas acontecem nos lugares mais pitorescos.

Chegamos sem hotel reservado, com tiro no escuro. Achamos um hostel meia-boca (a diferença desse S no meio da palavra é de U$100 a diária) e montamos campana para o dia seguinte. Encontramos um guia gente boa, doido da pá que nos levou à algumas atrações. Tudo estava no GPS, mas as explicações e dicas dele foram interessantíssimas. Valeu a pena o contrato e o preço, muito mais atrativo do que agências e carros fretados.

Conhecemos algumas atrações batidas e comuns, como a lagoa dos flamingos, as lagoas altiplânicas, lagoas saladas e sejar, vale da lua e os gêiseres do parque Tatio. Todos passeios únicos e surpreendentes.

Dois dias de fotos em apenas umas 30 imagens:






































Mais sobre o autor

Ralph Spegel

Forte, estatura heróide, pálido de argila, barba inteira, rente, pontiaguda, vestindo corretamente, parecia à primeira vista uma dessas nulidades elegantes, a que a natureza, satisfeita por masculinizar-lhes o aspecto heróico, regateia lugar no espaço. Bastava porém, reparar na flexão das suas sombrancelhas espessas, na expressão imperativa do seu olhar, para descobrir dentro dessa míngua orgânica, um caráter em carne viva.

0 comentários

  1. Nationalgeograficamente fantasticas a viagem e as fotos! Quero saber cada detalhe do roteiro para me programar assim que possivel para essa viagem!