Terras Altas 2011 – Antofagasta à La Serena

Curtir Aguarde... descurtir
 
0

A viagem de Antofagasta para La Serena era para ser a mais cansativa e complicada: 800km em uma estrada litorânea e sem previsão alguma do que poderíamos encontrar. Mas, ao contrário do que pensamos, a viagem foi rápida, por estradas excelentes, um visual desértico que aos poucos deram as vezes de litoral.

Primeira parada, na Rodovia Panamericana: a Mano del Desierto. Eu a conhecia de muitas fotos e relatos e estar ali na frente daqueles monolitos gigantes foi impressionante.

O frio e o tempo fechado foram companheiros do dia todo. A gasolina de 97 octanas impulsionaram os carros para quase 13km/l, o que rendeu poucas paradas para abastecimento. Chegamos em La Serena com 2h de vantagem e conseguimos jantar em um restaurante local, muito bem recomendado pelos nativos: uma parillada de mariscos.

As fotos ficaram por conta do trajeto, já que essa pernada era um deslocamento de passagem:











Mais sobre o autor

Ralph Spegel

<p>Forte, estatura heróide, pálido de argila, barba inteira, rente, pontiaguda, vestindo corretamente, parecia à primeira vista uma dessas nulidades elegantes, a que a natureza, satisfeita por masculinizar-lhes o aspecto heróico, regateia lugar no espaço. Bastava porém, reparar na flexão das suas sombrancelhas espessas, na expressão imperativa do seu olhar, para descobrir dentro dessa míngua orgânica, um caráter em carne viva.</p>

0 comentários

  1. Você tem que começar a dar nome pra esses cachorros todos. Fazem pose de mérito, como se fossem fotografados para o National Portrait Gallery. Esse tá com cara de Juan Castillo Sanz.