As boas-novas de Cambridge

Cambridge é uma cidade boa de passear. Quando está frio e ventoso – durante a queima da pestana na hora mais triste da tarde de inverno causticante, há a loja de fudge para se abrigar. Cambridge tem cheiro de fudge. E fudge, para quem não sabe, é um doce mais doce que o doce de…

The London Motor Show

A temporada de 2016 foi fantástica. Carros, motos, motor antigo, o cheiro da graxa renovada em camadas e sequências diferentes. A exposição de carros voltou para Londres depois de um tempo na surdina. A maioria das montadoras inglesas não se interessam por um show mais popular (e menos mediático) o que torna o ambiente mais pessoal e com empresas de…

Os caçadores virtuais

Meu meio social virtual deixou de ser politizado desde o momento em que houve a dança da magna-cadeira presidencial brasileira. Não sei bem qual foi a razão, mas o foco geral degringolou da política ferrenha para alguns momentos pontuais e sequenciais: zica; gente pedindo ajuda sobre empregos no exterior; a olimpíada no Rio; caçar…

O Soho de Londres

O Soho é o bairro central de Londres mais controverso que existe. Tem gente que adora, tem gente que acha um troço-pega-turista. Lá tem restaurante de todo o canto do mundo, livrarias, pubs, puteiros, sex-shops, bar gay, bar lésbico, bar de gente rica, clubes de gente descolada, chinatown e ême-ême. Tem pedaços elegantes e pontos…

17 impressões de um brasileiro no Reino da Pasárgada.

Na mesma linha do polêmico post de Olivier Teboul “Aquele francezinho xexelento impetulante!” “Falou mal do Brasil, desgrama!” “Tá insatisfeito volta pra França, subaquento!” resolvi escrever sobre as estranhisses que encontrei quando mudei para o Reino da Pasárgada, um pequenino principado nas entranhas da Europa. Ao contrário do que muita gente afirma, O Reino de Pasárgada…