O quase primeiro post

Curtir Aguarde... descurtir
 
0

Esta é a minha história. Poderia começar de um hoje sem passado, é verdade. Mas descrevê-la sem relembrar passos importantes e pequenas vivências-cicatrizes seria abdicar das minhas mais absortas e elegantes manias viciais.

E assim recuo alguns anos interessantes.

Ao contrário dos grandes escritores, não serão vasculhamentos íntimos e profundos da alma, abertos em palavras sem cores. Nào sou Deus para isso. Sou imperfeito no relato de ser e sentir.

Minha vida fidedignamente relatada, um ponto importante e importante demais para mim. Entenderei — assim pretendo — o que fiz no passado e rezarei para que entenda mesmo.

Imaginei perseguir um ideal onde dinheiro, felicidade e amor estabilizasse minha vida. Hoje tenho medo da convicção que vivo. Interpretar é questão de escolhas. Interpretar a si mesmo é condição humana.

divisor
MadCap não é um blog novo, não se iluda. É apenas um homônimo de um outro velho e experiente blog que eu mantive por uns 5 anos. Cansei dele, cansei de algumas pessoas chatas que por lá apareciam e davam as caras. Cansei das cores, das imagens retrabalhadas para combinar com duas ou três tonalidades que de nada me animavam.

divisor
Eu também mudei de nome. Não sou mais eu mesmo. A fama me capou as idéias. Hoje sou o Ralph, um nome qualquer para me esconder da futilidade de não poder te mandar catar coquinho.

divisor
Outra coisa: Meus textos são registrados na Biblioteca Nacional. Se você acha que pode roubá-los, só porque o outro blog morreu, não se iluda. Eu persigo plagiadores e escarneço-os sem dó nem complacência.

divisor
Sim, continuo o amor de pessoa que sempre fui, agora com um toque de sarcasmo moderado. Acostumem-se.

divisor
Vou encher de textos velhos e repetitivos aqui. São releituras do meu passado, apenas retrabalhados na gramática e ortografia. Aproveitem, sou bonzinho pacas.

Mais sobre o autor

Ralph Spegel

Forte, estatura heróide, pálido de argila, barba inteira, rente, pontiaguda, vestindo corretamente, parecia à primeira vista uma dessas nulidades elegantes, a que a natureza, satisfeita por masculinizar-lhes o aspecto heróico, regateia lugar no espaço. Bastava porém, reparar na flexão das suas sombrancelhas espessas, na expressão imperativa do seu olhar, para descobrir dentro dessa míngua orgânica, um caráter em carne viva.

0 comentários