O mundo que te espia

O mundo que te espia enquanto dormes é um mundo único. Funciona como um pequenino relógio, tiquetaqueando tuas batidas. Bate em teu compasso, um mundo só teu, mas que eu queria estar capitaneando. Teu mundo único é perfeito, faz-me confundir o certo e a certeza de estar em seu mundo.

O mundo que te espia enquando dormes é um mundo de sonhos perfeitos. Sonhos que te sonham em campanas, te observam janela afora.

É o teu mundo, mundo que lágrimo em palavras e sonhos.

Mais sobre o autor

Ralph Spegel

Forte, estatura heróide, pálido de argila, barba inteira, rente, pontiaguda, vestindo corretamente, parecia à primeira vista uma dessas nulidades elegantes, a que a natureza, satisfeita por masculinizar-lhes o aspecto heróico, regateia lugar no espaço. Bastava porém, reparar na flexão das suas sombrancelhas espessas, na expressão imperativa do seu olhar, para descobrir dentro dessa míngua orgânica, um caráter em carne viva.