O líquido verde

Curtir Aguarde... descurtir
 
0

Todo e qualquer filme que tenha uma ampola, um bulbo ou um receptáculo de vidro, cheio de gosma verde e protegido por uma gaiola de titânio ou não, pode ter certeza que é algo que vai acabar com o mundo.

Não entendo como os vilões podem ser tão previsíveis. Todo mundo sabe que, hora que ele aparecer com o vidro, é encrenca das grandes. E pode ver que esse líquido é a pura baba do capeta. Se cair no chão explode metade do planeta. Se for inalado, derrete seu cérebro. Se borrifar em um ar condicionado, é uma virose letal pandêmica.

Lembrou de algum? A Rocha com as bolotinhas tailandesas, Missão: Impossivel 2 com o vírus mortal  “belarofonte”, Tartarugas Ninja com o Ooze, Carga Explosiva com o virus letal, Reanimator, Príncipe das sombras, Qualquer episódio de SmallVille e até X-Men 2 com o Volvereta boiando em um visco verde. E é claro que a lista é muito maior. Some injeções, ampolas, ectoplasma nesta lista e a gama será gigantesca.
arpobot

Mais sobre o autor

Ralph Spegel

Forte, estatura heróide, pálido de argila, barba inteira, rente, pontiaguda, vestindo corretamente, parecia à primeira vista uma dessas nulidades elegantes, a que a natureza, satisfeita por masculinizar-lhes o aspecto heróico, regateia lugar no espaço. Bastava porém, reparar na flexão das suas sombrancelhas espessas, na expressão imperativa do seu olhar, para descobrir dentro dessa míngua orgânica, um caráter em carne viva.