O dono responde, 33.

Curtir Aguarde... descurtir
 
0

É claro que este blog jamais fechará as portas. Não tem motivos. Eu não vou parar de escrever, isso é um vício feladaputa que infelizmente não tem mais como tratar. Pegou no SNC e eu tremo os fura-bolos-catadores-de-milho cada vez que penso em tamanha desavença.

O motivo maior, na verdade, é bem mais subversivo: eu uso este espaço para experimentos técnicos. Madcap nada mais é do que um rato branco dos olhos vermelhos, franquinstéinzim onde vacino novos padrões de internet e futilidades virtuais. Ou prego uma orelha humana nas costas só pra ver qualé.

É por isso que o site está todo cagado. A barra lateral ali da esquerda está com itens duplicados e legendas erradas. No momento estou tentando finalizar um layout novo, completamente minimalista, responsivo, cheio de jquerices e ajaxes, galerias inteligentes e penduricalhos que deixam servers loucos. Não se assuste se o site sair do ar ou aparecer um “He’s dead, Jim”.

A vida é assim mesmo, em algum momento temos que fincar a faca no meio do zóio do inimigo. E torcer, só para escutar a ossada da concha nasal despedaçar.

Mais sobre o autor

Ralph Spegel

Forte, estatura heróide, pálido de argila, barba inteira, rente, pontiaguda, vestindo corretamente, parecia à primeira vista uma dessas nulidades elegantes, a que a natureza, satisfeita por masculinizar-lhes o aspecto heróico, regateia lugar no espaço. Bastava porém, reparar na flexão das suas sombrancelhas espessas, na expressão imperativa do seu olhar, para descobrir dentro dessa míngua orgânica, um caráter em carne viva.