O Besouro Verde.

Curtir Aguarde... descurtir
 
0

O besouro verde veio voando e pousou no meu braço. A ação pode parecer até parecer corriqueira, mas o bezourão tinha quase 10cm de comprimento e parecia um B-29 aterrizando desgovernado. No começo até pensei em espatifar-lhe a carapaça com uma mãozada grotesca, mas vi que o bicho era simpático e não comeria meu braço.

Gostei das pantufas verdes e achatadas, das duas sombrancelhas samambaiáticas e da pose que ele fez para a foto.

Quando pensei em ligar a filmadora do celular, o bichão abriu as asas e decolou para assustar outro transeunte qualquer.

Mais sobre o autor

Ralph Spegel

<p>Forte, estatura heróide, pálido de argila, barba inteira, rente, pontiaguda, vestindo corretamente, parecia à primeira vista uma dessas nulidades elegantes, a que a natureza, satisfeita por masculinizar-lhes o aspecto heróico, regateia lugar no espaço. Bastava porém, reparar na flexão das suas sombrancelhas espessas, na expressão imperativa do seu olhar, para descobrir dentro dessa míngua orgânica, um caráter em carne viva.</p>

0 comentários

  1. Euchroma gigantea. Aliás, estamos quase entrando novamente na época desses simpáticos coleguinhas, para desespero de minha mãe e alegria da minha pessoa. É meu besouro favorito :).

    Obs: Provoque-o bastante e ele lhe dará uma mordidinha relativamente dolorida, mas que nem causa grandes danos, apesar das dimensões do bixão.