O apartidário ignóbil.

Curtir Aguarde... descurtir
 
0

A internet era para ser elitista. Os estudos de tendências de uma década atrás apontavam um, no máximo dois brasileiros a cada dez, em 2010, com acesso à rede. Era o preço dos computadores (e da banda larga) quem ditava essa regra.

Mas como esse demonhinho é totalmente imprevisível, o mercado despejou netbooks, tablets, smartphones e assim temos um número hoje de 1 a cada 2.

Metade. Dos. Brasileiros. Já. Navegou.

Isso é um sonho. E um pesadelo para os puristas.

O reflexo começou com a ‘Orkutização’, os ‘racismos divertidos’ mascarados em pérolas do Orkut ou prints de comentários da página social do Luciano Huck. Pobre desgraçado não sabe nem escrever esceção exesão esseção excescão direito.


Não gosto mais de perturbar pessoas na internet. Eu tinha todo o perfil e as armas necessárias para isso. Não testo limites nervosos dos esquentados nem brinco com a inocência incoerente dos outros.


Assim cheguei ao ponto onde só observo a escarradeira social que virou tudo isso. Gente que se magoa com opiniões contrárias e se agridem diariamente. Pessoas tão doentes e feridas que qualquer voo mais alto em uma direção oposta aciona o sistema anti-aéreo de retrucação preconceituosa.

A policia versus o camelô. O gigante que acordou ou apenas virou de ladinho para peidar. A presidenta ou a presidente. Dilma, Marina ou Aécio? É um chorume grotesco.


Eu tenho dó de postar uma foto ou um desenho legal. Seria injusto assim:

  • PeTralhas
  • Aécio odeia professores
  • Comunismo vem chegando no passinho
  • Desenho do alf
  • Crentes querem o poder
  • Estado laico aonde deus do céo
  • Dilma foi vaiada
  • Aécio vai ser processado
  • Olha o plano de governo do PT
  • Mensalinho mensalão chegou o petrolhão

A política se tornou o empata-fóda maior da rede social. Gente que acredita. E acredita em qualquer coisa e apenas replica para engrossar a turba. Amigos se odiando. Amizades pegando cores e bandeiras. Gente que não sabe pontuar e acaba agredindo todo mundo!!!!!?????

Pra quê um monte de exclamação?


Minha vida virtual reduziu aos níveis mínimos para não deixar a máquina parar. E a culpa é a da interação preconceituosa.

Mais sobre o autor

Ralph Spegel

Forte, estatura heróide, pálido de argila, barba inteira, rente, pontiaguda, vestindo corretamente, parecia à primeira vista uma dessas nulidades elegantes, a que a natureza, satisfeita por masculinizar-lhes o aspecto heróico, regateia lugar no espaço. Bastava porém, reparar na flexão das suas sombrancelhas espessas, na expressão imperativa do seu olhar, para descobrir dentro dessa míngua orgânica, um caráter em carne viva.