LS: Total Eclipse of the Heart

Curtir Aguarde... descurtir
 
0

“Total Eclipse of the Heart” é uma balada poderosíssima escrita por Jim Steinman e interpretada por Bonnie Tyler no início dos anos 80 para o musical Tanz der Vampire (Vampiros tansos, em alemão). Com certeza essa LS já deflagrou muitos primeiros beijos nas décadas de 80 e 90.

Total Eclipse of the Heart“Eclipse Totálico de um coração.”
*************************************************************
Turnaround, Every now and then I get a little bit lonely and you’re never coming round
Vire-se de costas, de vez em quando eu sinto uma pequena mordida sozinha e você nunca vem.
Turnaround, Every now and then I get a little bit tired of listening to the sound of my tears
Vire-se de costas, de vez em quando eu pego um pequeno pneu escutando o som das minhas lágrimas.
Turnaround, Every now and then I get a little bit nervous that the best of all the years have gone by
Vire-se de costas, de vez em quando (e sempre) mordo nervosa o melhor ano que passou
Turnaround, Every now and then I get a little bit terrified and then I see the look in your eyes
Vire-se de costas, agora eu mordo, aterrorizada e vejo um look nos seus olhos.
Turnaround bright eyes, Every now and then I fall apart
Vire-se de costas e abra os olhos, caí no chão do apartamento.

And I need you now tonight
E eu preciso de você aqui à noite
And I need you more than ever
E eu preciso de você mais do que sempre
And if you only hold me tight
E se você apenas segurar constringido  [N.E.: Atente à grafia: constringido, e não constrangido]
We’ll be holding on forever
Nós nos seguraremos para o sempre
And we’ll only be making it right
E a gente fará somente o certo
Cause we’ll never be wrong together
Porque não iremos ao erro, juntos
We can take it to the end of the line
A gente pode tomar uma no ponto-final
Your love is like a shadow on me all of the time
O seu amor gosta da minha sombra no relógio
I don’t know what to do and I’m always in the dark
Eu não sei o que fazer e é sempre escuro aqui
We’re living in a powder keg and giving off sparks
A gente vive no barril [balaio? — ou seria leg e o Jim escreveu keg?] de farináceos e joga fora centelhas

I really need you tonight
Eu realmente preciso da sua noite
Forever’s gonna start tonight
Para sempre quero começar à noite

Once upon a time I was falling in love
Era uma vez eu tropecei no amor [varie com: Era uma vez um amor destronado]
But now I’m only falling apart
Mas eu apenas caí no chão do apartamento
There’s nothing I can do
Não tem nada para fazer
A total eclipse of the heart
Eclipse totálico de um coração
Once upon a time there was light in my life
Era uma vez que a luz da minha vida apagou [varie com: Era uma vez vida desapregoada]
But now there’s only love in the dark
Mas agora amo apenas o negro
Nothing I can say
Nunca falei
A total eclipse of the heart
Eclipse totálico de um coração

(…)

Mais sobre o autor

Ralph Spegel

<p>Forte, estatura heróide, pálido de argila, barba inteira, rente, pontiaguda, vestindo corretamente, parecia à primeira vista uma dessas nulidades elegantes, a que a natureza, satisfeita por masculinizar-lhes o aspecto heróico, regateia lugar no espaço. Bastava porém, reparar na flexão das suas sombrancelhas espessas, na expressão imperativa do seu olhar, para descobrir dentro dessa míngua orgânica, um caráter em carne viva.</p>

0 comentários