Guy Fawkes

Curtir Aguarde... descurtir
 
0

Essa foto é de um dos petardos que aconteceu na celebração inglesa chamada Guy Fawkes, dia 5 de novembro. A comemoração é gigantesca, poderia dizer até mais intensa e cheia de gente do que o ano novo. Os parques estavam lotados, prefeituras contrataram os maiores fogueteiros do mundo, alguns premiados e, com shows de luzes e fogos, promoveram shows e muita festa.

Resumindo um pouco a história, Guy Fawkes foi um revolucionário católico que participou da Conspiração da Pórva nos idos de 1600 e guaraná de rolha.

A idéia era bem simples: fazer um levante modesto, algo como matar todo o parlamento e o rei. Guy Fawkes era o encarregado de guardar a pórva que iria explodir o prédio do Parlamento. Ah, eram 36 barris grandes no porãoda casa dos nobres.

Bem planejada a coisa, até que daria certo e provavelmente hoje o Big Ben seria apenas uma lenda. O problema era que alguns dos revoltosos católicos acharam que essa bomba toda machucaria muito mais do que apenas os plenários e protestantes maquiavélicos; resolveram mandar umas cartas para amigos e parentes para não se aproximarem do local no dia e horário programados.

Como todo revolucionário é bicho burro pra caraio, uma dessas cartas caiu na mão de quem mesmo?  Jaiminho Primeiro, o rei. Desceram ao subte, prenderam o guardinha bocoió, torturaram, ele xisnoviou geral, penduraram-o com gravatinha de sisal na praça XV de Novembro e passaram o rodo nele e na revolução.

A protestantaiada não deixou barato e, zombeteiros que são, todo dia 5 de novembro subsequente, soltavam uns traques, uns cabeção de nêgo e outros tremeterra para comemorar a queda da catolicaiada nesse imbróglio, conhecido por aqui como a Noite das Fogueiras. É claro que, desde então, existem uns bonecões do Guy pro povo incendear, tipo judão.

“Remember, remember, the 5th of November
The gunpowder, treason and plot;
I know of no reason, why the gunpowder treason
Should ever be forgot.”

Aí os monarcas macaco-véio não deixaram barato e todo ano, quando o rei ou a rainha vai visitar o parlamento, há uma cerimônia real de vistoria dos porões do prédio. Rancorosos, nada né?

Quer ver mais fotos? Acesse meu álbum do Facebook.

Mais sobre o autor

Ralph Spegel

<p>Forte, estatura heróide, pálido de argila, barba inteira, rente, pontiaguda, vestindo corretamente, parecia à primeira vista uma dessas nulidades elegantes, a que a natureza, satisfeita por masculinizar-lhes o aspecto heróico, regateia lugar no espaço. Bastava porém, reparar na flexão das suas sombrancelhas espessas, na expressão imperativa do seu olhar, para descobrir dentro dessa míngua orgânica, um caráter em carne viva.</p>

0 comentários