Expedição Willys 2009

“Quatro quebras por hora. Parou por mais de 10 minutos, camba e continua!” Essas eram as palavras de ordem para a terceira Expedição Willys de Brasília, um evento monomarca e exclusivo, onde apenas Jeeps, camionetas Rural e picapes F-75 — todos Willys — poderiam fazer parte do comboio. Estavam inscritos 62 veículos, em um sábado…

MadCap agora no IPhone

É isso mesmo: agora qualquer um pode acessar o MadCap por um aparelho playboy da Apple, sem onerar os 8 mega de imagens desnecessárias na hora de carregar o layout do blog. O layout é esse ai ao lado. Ta feio no printscreen analógico que meu scanner fez, mas é o ferralmental disponível em mãos.…

Orkut, Orkut meu…

É, meu amigo: agora você pode compartilhar sua mulher sensual (ou ela mesmo se auto-promover) para todos no Orkut: HOMEM:  Presenteie-se com o BOOK SENSUAL de sua mulher.

Estar ali

A tarde estava quente. O vento, lento e preguiçoso. Sua mente voava livre, acompanhava o suave balançar das paineiras de ilusões e alusões. Aquele jovem solitário gostaria de estar ali com um alguém que deixasse o seu coração em paz. Viver em paz e principalmente viver aquele momento para todo o sempre, sem a volatilidade…

Nikola Litvinenko

Imagem rara, real e verdadeira, captada por uma anônima Rolleiflex na última fête de famille daquêle bom-anno de 41, realizado por ocasião do anúncio de enlace de Nikola Litvinenko à trupe familiar. Para fácil identificação, acompanha legenda explanatória (Nikola, todavia, é facilmente reconhecido pela famosa posição da capanga prensada ao corpo e inclinação viril de cortejador,…

Eu tenho um alter-ego

Meu alter ego é esbelto e elegante. Não tem residência fixa, é verdade. Faz exercícios físicos todo dia, anda, dorme até tarde e come tudo o que dá vontade. Meu alter ego não tem dinheiro, sobrevive de bicos como ghostwriter e viaja o mundo de carona. O mundo! Meu alter ego fala seis idiomas com…

Slowmotion hyperbole

Luz do carro cortada de supetão. Carro da esquerda freia rápido, tênis no meu pára-brisa, freio eu, desesperado. Retrovisor projeta o horrível balançar de um corpo que flutua no ar. Lentamente gravado em minha memória. Sim, um atropelamento, na pista ao meu lado. Não tenho medo, não tenho receio do que aconteceu. Do carro branco…