Redigindo a massa hipotética

O que muita gente não sabe é que escrevo e não ligo que ninguém leia. Sei que apenas meia dúzia de viventes entendem o que eu quero dizer. E eu não estou incluído nessa. A escrita é minha forma singela de ludibriar a vida. Publicar estes ensaios faz parte da regra básica do esquema. É…

O Axolotle de terno Broërs & Söhne

O axolotle (Ambystoma mexicanum) é um anfíbio da família dos Ambystomatidae (De anfíbio não tem nada, que fique claro, uma vez que o pequeno neoténico vive na água a vida inteira). Seu nome significa “monstro aquático” e é uma evocação ao deus asteca Xolotl, um pândego musiqueiro. Gosta de ternos revestidos com tecido DryFit™, sabe-se…

A impessoalidade literal

Escrever é perder todas as lembranças e destruí-las em formatos de letras agressivas e ásperas. A literatura — em qualquer uma das suas formas mais vorazes: poesia, elegia, ou a prosa fascínora  — é a maneira mais fácil e deliciosa de ignorar a vida. Qualquer outra expressão visual, por mais plástica e abstrata que seja,…

Informe Publicitário

Essa sacada genial é para os spy-blicitários que entram aqui sempre, para usurpar uma ou outra deixa: use a intersemiótica do pátio da fábrica automotora que sua agência representa, mande os caras alinharem milhares de carros pretos e brancos na configuração 3x2x3x2 e voilá, você terá um teclado todo estiloso. O gordini fica de brinde,…

Alto fala, baixo vive.

Os demiurgos deste veículo brindam seus freqüentadores com uma resenha rara, captada pela proximidade animalesca de R.Valentino em último bal masqué, realizado por ocasião da inclusão do então consagrado gráfico da “falafalicitude autômata de vozes”, um resumo heróico e competitivo desafiando R.Valentino a criar um gráfico de axis paralelos com explicação auto-entendível. A questã logrou a…