O procrastinador barato

Às vezes, para ser franco, não dou muita pelota para isso, mas considero um bom amigo das horas comuns o leitor anônimo e freqüente deste blog, como um bom confidente profundamente contemporâneo. É claro que o velho fantasma de eu não ter idéia de quem é a maioria anônima que lê isso aqui ainda ronda…